Meu lado artesã não morreu

Postado em Aleatoriedades
on fevereiro 25, 2017

Pois bem. Estive planejando com umas amigas da igreja uma viagem pra praia que se Deus quiser acontecerá em breve, e como não sou muito fã de biquínis e o meu guarda-roupa no quesito moda praia está pobre de dar dó, resolvi (como sempre faço) buscar uma ajudinha extra lá no Pinterest. Ultimamente tenho visto uns modelos de biquínis que até despertaram o meu interesse: os high necks e os hot paints, mas aqui na minha cidade não vejo muitas opções dos dois, o que é uma pena. Pra quem ainda não sabe, os biquínis high necks são aqueles cuja parte de cima é maior e mais alta na parte do pescoço, como eu coloquei na imagem abaixo. Os hot paints são aqueles cuja parte de baixo é maior, num estilo bem retrô/pinup sabe? Acho lindo demais!

Apesar de saber que esses dois modelos estão super na moda e serão tendência pra 2017, eu tenho um “defeito” meio esquisito de sempre querer o lance de exclusividade. Sou bem egoísta nesse sentido, confesso, mas quem não é né? E foi justamente por isso que meus dotes artesanais crocheteiros resolveram ressurgir das cinzas nos últimos dias: decidi fazer o meu próprio biquíni. Não é nada muito exclusivo também, mas o fato de ser produzido por mim e de eu poder acrescentar nele o “desenho” que quiser da forma que quiser já me deixa muito mais feliz.

Aprendi a fazer crochê desde criancinha, graças a minha mamãe. Ela hoje já não está mais entre nós, mas eu nunca esqueci as coisas que ela me ensinou! Sempre que vejo algo em crochê/tricô me lembro logo dela, e é isso que me faz gostar tanto de mexer com essas coisas manuais… valeu mãe! Então, tratei logo de correr pro Pinterest e pesquisar os modelos que serviriam de inspiração, porque é sempre bom ter uma base pra dar aquela ajudinha, mesmo que a sua ideia seja diferente. Encontrei no Google também alguns modelos e tal, mas nada que superasse as lindezas que encontrei no Pinterest. 

Minha ideia inicial é começar com a parte de cima e comprar a parte de baixo já prontinha mesmo, toda preta (assim). Isso por um motivo muito simples: a parte de cima é mais fácil de fazer, e se eu tiver uma parte de baixo numa cor escura, posso confeccionar outros modelos em várias outras cores, sem me preocupar se vai combinar ou não. Gosto da cor preta exatamente por isso, porque ela equilibra o visual sabe? Sem falar que dá um ar mais elegante também. Separei aqui embaixo alguns dos modelos fofíssimos que encontrei (estes se encaixam mais na categoria de croppeds do que biquínis, mas super servem também):

Lindos né? O crochê é uma arte tão delicada… aqui na minha cidade muitas pessoas trabalham com isso, mas ninguém valoriza, o que é uma pena! Gastam horrores com tantas coisas desnecessárias, mas quando se fala em pagar mais caro por um trabalho assim, todos reclamam… Se soubessem o trabalho que dá pra montar essas pecinhas com certeza dariam mais valor, mas fazer o quê né? Resquícios da Revolução Industrial 🙁

Enfim, eu já comecei a fazer o meu, mas por enquanto vou manter “sigilo” e deixar pra mostrar aqui no blog apenas quando ele estiver pronto. Comecei com o preto (conte uma novidade) bem parecido com o da quinta imagem, mas depois quero fazer um azul escuro e um branco… só espero ter tempo pra fazer tudo isso mesmo escrevendo o tcc! E vocês? Curtem artesanato, crochê e afins? Me contem! Até breve :*

Um amor chamado Grace and Frankie

Postado em Aleatoriedades, Cotidiano, Internet
on fevereiro 21, 2017

Pra quem ainda não sabe (acho difícil alguém não saber né, já que tratei de espalhar isso pro mundo inteiro via facebook) eu sou uma recente adepta do limbo televisivo/cinematográfico chamado Netflix. Digo com toda certeza que é um limbo porque você fica preso ali dentro e mesmo que queira sair, SIMPLESMENTE NÃO DÁ. Resisti até onde pude pra não ter que fazer a bendita assinatura porque eu sabia que no momento que isso acontecesse, eu teria que dar adeus a minha vida social e os estudos pro meu tcc iam ficar comprometidos; mas ver a galera falando de todas as séries e surtando entre si sem que eu pudesse surtar também ~ coisa que adoro fazer ~ foi meio desesperador. Daí peguei o cartão de crédito no impulso mesmo e bam! Dois minutinhos depois já estava perdida no meio de tanta coisa pra assistir ~ e surtando também.

Os amigos logo vieram com trocentas indicações pra mim e eu com carinho anotei todas elas na minha listinha mental, mas a Cláudia (oi miga), foi mais esperta e logo fez minha cabeça pra que eu assistisse umas das melhores séries que eu já vi na vida: Grace and Frankie. 

“Grace (Jane Fonda) e Frankie (Lily Tomlin) estão encarando a temida “3ª idade”, mas não da forma que imaginavam. Quando os seus respectivos maridos revelam que estão apaixonados um pelo outro e planejam se casar, a vida delas é virada de cabeça para baixo. Agora, elas estão ligadas eternamente por esse acontecimento e, já rivais, descobrirão que podem ter que tomar conta uma da outra.”

A única coisa que tenho a dizer sobre isso é: NÃO SEI PORQUE NÃO ASSISTI ANTES. Eu geralmente costumo assistir dois episódios das minhas séries por dia, porque assim as outras atividades diárias não ficam comprometidas, mas agora que estou de férias da faculdade e precisando dar uma desopilada por causa da minha ansiedade, tenho passado praticamente a tarde inteira e o fim de noite grudada na tela do pc, alternando entre os epis de Grace and Frankie e The Clone Wars (depois faço um post sobre isso também). 

Mas sério, quem ainda não assistiu Grace and Frankie e curte uma comédia das boas, eu super indico. Sou muito fã da Jane Fonda e quando vi que ela estava no elenco dei logo aquela piradinha básica, e a Lily Tomlin é uma fofa desde sempre. A conexão que existe entre as duas personagens e a desenvoltura das duas atrizes é uma coisa maravilhosa de se ver… elas cativam demais! Na verdade todos os personagens são bem cativantes, até a mesmo a Brianna (filha da Grace) chata que só ela sabe ser.

Os epis são curtinhos (em torno de 30min) e até agora estão disponíveis por lá duas temporadas, sendo que a terceira  já começa agora no dia 24 de março. Eu recomendo sem medo! Dei boas risadas assistindo e tenho certeza que vocês também vão se divertir muito se derem uma chance. Vou deixar o trailer aqui embaixo tá? Se alguém já tiver assistido me conta o que achou nos comentários, quero muito saber!

Até breve! :*